OS PRINCIPAIS TIPOS DE ESTAMPAS


Um elemento muito importante quando falamos em moda, é a estampa. Elas podem ser geométricas, listradas ou florais. Também podem trazer rostos de pessoas, paisagens, pássaros, bandeiras e frases de efeito. Uma boa estampa agrega valor a camisetas, bermudas, vestidos e outras peças que compõem tanto o guarda roupas feminino quanto o masculino. Para quem tem interesse em se especializar na área de estamparia, é fundamental conhecer mais sobre os processos utilizados pela indústria do vestuário para fixar os desenhos no tecido. As diferentes técnicas podem ser divididas em três categorias.

ESTAMPAS LOCALIZADAS

Sabe aquela sua camiseta que possui um desenho fixo em determinada área da peça? Ela apresenta uma estampa localizada que pode ter sido produzida por diferentes técnicas. Sublimação e silkscreen são dois exemplos comuns.

No processo de sublimação,  um desenho é impresso com tinta especial em um papel desenvolvido para sublimação. Depois, com o auxilio de uma prensa quente, a imagem é transferida do papel para a peça.

Silkscreen é um processo básico, em que são usados tintas, rodos de borracha e telas. Cada cor do desenho deve ser aplicada em uma etapa diferente. Sendo assim, se a estampa possui quatro cores, serão usadas quatro telas separadas.

ESTAMPAS ROTATIVAS

Esse tipo de estampa é dominante no mercado nacional. São utilizadas em peças com estampa total ou em peças em que os desenhos preenchem boa parte da roupa. Geralmente, são sequências de padrões como flores, pássaros, penas ou folhas. Inicialmente o custo deste tipo de estampa é alto, especialmente quando comparado com processos digitais, no entanto, quanto maior é o volume produzido, mais barata a técnica fica. Por isso, vale a pena usar estampas rotativas quando elas serão aproveitadas em uma boa quantidade de peças.

Este tipo de estampa é feito com o uso de cilindros metálicos, que possuem pequenas perfurações. A tinta passa por estes furos e fixa no tecido. Cada cor deve ser aplicada em uma etapa e devem ser usados cilindro diferente. Por isso, quanto mais colorida é a estampa rotativa, mais caro é o seu processo de produção.

ESTAMPAS DIGITAIS

Quando as estampas são impressas diretamente no tecido, elas são digitais. Este é um processo cada vez mais popular na indústria, porque permite uma maior precisão de formas e uma maior exploração de cores. Nesta técnica, as estampas são desenhadas e digitalizadas. Depois, a peça de roupa entra em uma máquina de impressão para receber a estampa. O tecido recebe ainda uma lavagem, para que os resíduos da impressão sejam retirados.

Mais um benefício deste tipo de processo, é a rapidez com que as roupas são estampadas. Este é um processo moderno, que aumenta o leque de opções dos designers, especialmente quando pensamos em cores. Esta técnica também é utilizada para fazer reproduções de fotografias nas roupas. Mas é preciso avaliar o investimento necessário para adquirir as máquinas usadas na aplicação da técnica e o tipo de tecido da peça – alguns não possuem uma boa fixação para a tinta usada nas estampas digitais.